top of page
Buscar
  • Anna

UM BANHEIRO SOCIAL MUITO CHARMOSO PARA DAR BOAS-VINDAS AOS HÓSPEDES E AMIGOS

O banheiro social, seja um banheiro completo com chuveiro, ou apenas um lavabo, é o espaço que recebe os visitantes da casa. Ainda mais em tempos de pandemia, quando a primeira coisa que as pessoas fazem, ou deveriam fazer, ao chegar da rua, é lavar as mãos.

Por isso, a aparência e funcionalidade desse banheiro, deve ser pensada com a mesma importância daqueles mais utilizados pelos moradores.

Acima, a perspectiva 3D inicial do projeto, vou contar o que mudou durante a obra e quais os desafios desse banheiro de hóspede.

Esse apartamento já havia passado por algumas reformas, inclusive do banheiro da suíte, mas o segundo banheiro acabou ficando para uma fase posterior.

O original, era um banheiro antigo, com um design já ultrapassado e destoava do restante do novo apartamento, além de não ter a cara da dona. Era chegada a hora dessa “pequena grande” reforma. Abaixo, uma foto de como ele era!


O maior desafio era a disposição das peças sanitárias originais. A cliente não queria ter problemas com os vizinhos e pediu que as posições dos pontos hidráulicos fossem mantidas. Geralmente, para mudança da posição do vaso sanitário, há a necessidade de quebrar o teto do apartamento de baixo, devido às tubulações de esgoto e... convenhamos, por mais tranquilo que seja o vizinho, é um incômodo muito grande para ele, concorda?


Já para mexer nos pontos de chuveiro e torneira, não há essa necessidade, mas ela queria o menor “quebra-quebra” possível. O desafio maior foi o box, pois ficava um espaço muito curto na frente da bacia e sem trocá-la de lugar, não tinha muito como melhorar a situação.


Decidi então, manter as posições do chuveiro e da bacia e fizemos um box menor e que abre de canto, sem mureta, apenas com a canaleta para correr a porta e barrar a água. Assim, o box poderia ficar aberto nos cantos, deixando o uso da bacia mais confortável e só seria fechado quando alguém estivesse usando, de fato, o chuveiro. Fizemos as portas com a altura até o teto, diminuindo mais ainda a interferência do box. Como ali há uma janela, não haveria problemas com a umidade.


O canto ao lado da bacia e próximo ao box, serviu para abrigar um armário baixo e prateleiras, com espaço para armazenamento e um módulo para roupa suja. A cliente preferiu a marcenaria branca, para que a composição ficasse mais suave. Mas os desafios não pararam por aí...


O espaço onde ficaria a bancada da pia, era muito estreito, por causa da posição da porta. Escolhemos então, uma cuba de apoio estreitinha com mesa, ou seja, com a torneira na própria cuba e posicionada lateralmente. Marcenaria leve, com prateleira e gaveta baixa em BP branco.



A cliente tem um gosto mais clássico, mas queria algo charmoso para causar uma boa impressão aos seus hóspedes e amigos. Pintamos as paredes em tinta acrílica, com uma cor suave e feminina e usamos revestimento cerâmico em formato tijolinho, da Portobello. Como já tínhamos a cor nas paredes, fomos de branco para o piso, revestimento do box – que fizemos no mesmo porcelanato do piso – e para os tijolinhos. O tampo, também branco, fizemos em pedra sintética.


O resultado é esse: um banheiro agradável, delicado e muito charmoso, que dá as boas-vindas aos visitantes em grande estilo. Para finalizar, faltam apenas as plantinhas das prateleiras e precisamos escolher espécies que sejam resistentes à umidade e a pouca luminosidade. Lírio da Paz e Bromélia estão entre as opções. Depois volto para contar sobre a adaptação delas nesse espaço e quais foram as escolhidas. Será que vamos conseguir usar as plantas naturais? Aguardemos as cenas dos próximos capítulos!


Até o próximo post!

2 comentários
bottom of page