top of page
Buscar
  • Anna

QUER SABER COMO DAR TOQUES DE COR À DECORAÇÃO E AMPLIAR ESPAÇOS? CONHEÇA O PROJETO DESSA SALA

Inserir cores na decoração, mantendo-a com um aspecto mais neutro, é sempre um desafio para quem não está acostumado a elas. Outra dúvida muito comum se refere a como ampliar os espaços, mesmo sem mexer nas medidas.

Vamos conhecer um pouco mais sobre esse projeto, para esclarecer na prática essas indagações.


Vamos começar pelas cores. Quem não tem o costume de usar cores, fica com receio de arriscar, perder a mão e passar do ponto, pesando a decoração. Se é o seu caso, tenho duas dicas.

Pra começar, vá aos poucos. Comece com objetos coloridos, pois além de serem itens menores, são mais fáceis de trocar por outra coisa, caso você não goste. Me refiro a almofadas, mantas, quadrinhos, flores, pequenos tapetes, talvez um pufe quando você se sentir mais confiante.

Depois, você pode começar a se arriscar um pouco mais, usando cor em assentos de bancos e cadeiras, incluindo uma poltroninha colorida... Mas sem pressa, para você ir, aos poucos, se habituando a presença de cores em casa.


A outra dica é estabelecer uma paleta de cores. Pense em uma base neutra, ou seja, cores neutras como base e acrescente uma ou duas cores que você goste muito. Definida essa paleta, você pode brincar a vontade, usando estampas coloridas inclusive, desde que sigam os tons e nuances próximos da paleta que você escolheu.


No caso dessa sala, a cliente não é muito de cores, gosta de tons neutros, mas gostou muito da forma sutil como cores foram introduzidas. É o que eu chamo de criar pontos de cor. Escolhemos tons em terracota e verde, em almofadas e no banco da sala de jantar, para compor com o restante da ambientação neutra.


Agora, vou te explicar como eu solucionei a segunda questão que mencionei no início desse post: ampliar ambientes.


Para você entender, saiba que, exatamente no local onde há uma estante alta e uma divisória atrás do banco, havia originalmente uma parede, que dividia a sala do corredor.


O que eu fiz? Sugeri a derrubada dessa a parede e mantive a demarcação do corredor com elementos vazados: a estante com nichos abertos e a divisória em ripas atrás do banco. A ideia foi realmente trabalhar a percepção de amplitude do espaço, pois as medidas, continuam as mesmas. Porém, a sensação que se tem, sem a parede fechada, é muito diferente da situação inicial: parece que o ambiente é maior.


Para finalizar o espaço e dar destaque justamente a esses elementos, mantendo um design leve, apostei em iluminação mais minimalista e tons claros no restante da decoração.


Esse projeto ainda vai entrar em execução. Infelizmente, devido a situação de pandemia em que estamos, as obras no condomínio estão com uma logística que tornaria a obra pouco produtiva.

Vamos torcer, e fazer a nossa parte, para que as coisas melhorem e essa bela sala saia logo do papel!


Até o próximo post!

bottom of page